AESO - Faculdades Integradas Barros Melo

AESO-Barros Melo investe em horta orgânica


Institucional
novembro. 25, 2019

Produtos devem ser usados para consumo próprio

O plantio de hortaliças, condimentos e ervas medicinais vem ganhando os espaços urbanos das cidades brasileiras. Segundo a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), já existem cerca de 800 milhões de pessoas envolvidas com a atividade em todo o mundo.

Além de melhorar a qualidade de vida das pessoas, a horta é importante sob o ponto de vista nutricional, como forma de terapia ocupacional, na melhoria do hábito de consumo, na economia e até na manutenção e/ou melhoria da saúde e prevenção de doenças. Especialmente quando não existe a aplicação de agrotóxicos e adubos químicos, como é o caso da horta orgânica, implantada na AESO-Barros Melo.

O projeto inicial, liderado pela Consultoria Orgânica, ocupa a área de 5m² no campo da faculdade, mas a ideia é aumentar o tamanho/quantidade do plantio. Atualmente, estão sendo cultivados acelga, couve, manjericão, tomate cereja e alecrim. Os produtos serão usados para consumo próprio, no Restaurante Zeppelin. 

A empresa Orgânica fez a preparação do solo, o tratamento da terra com depósito de matéria orgânica, que é mais nutritiva. Segundo Bruno Rodrigues, consultor ambiental, os vegetais produzidos tem um ciclo perene. “A produção é contínua. Em poucos dias será possível colher alguns vegetais”, afirma. 

A iniciativa faz parte de uma série de medidas ambientais, que a faculdade tem tomado, a fim de melhorar a qualidade de vida da comunidade acadêmica e externa.

aeso - meio ambiente - horta -

voltar