AESO - Faculdades Integradas Barros Melo






COMSAÚDE debate mídia, transgênicos e segurança alimentar


Institucional
agosto. 13, 2004

O segundo dia da VII Conferência Brasileira de Comunicação e Saúde – COMSAÚDE foi marcado pela discussão sobre alimentos transgênicos e o papel da mídia na divulgação de informações sobre esta nova ferramenta da biotecnologia. O painel Mídia, Transgênicos e Segurança Alimentar teve a participação de Geraldo Eugênio, superintendente de pesquisas da Embrapa, da pesquisadora da Fundação Joaquim Nabuco, Edneida Rabelo Cavalcanti, e da jornalista Alicia Ivanissevich, da revista Ciência Hoje. Geraldo Eugênio discorreu sobre aspectos técnicos dos organismos transgênicos e sobre a importância das pesquisas realizadas pela Embrapa a partir de 2003. Para Eugênio, o valor destas pesquisas está no fato de o país poder desenvolver sua própria tecnologia e passar a depender menos das multinacionais, como a Monsanto (multinacional que vende sementes transgênicas). Edneida Cavalcanti tratou dos transgênicos e da saúde ambiental. Para a pesquisadora, o cultivo de alimentos geneticamente modificados deve se pautar pelo princípio da precaução, que diz que quando se desconhece a segurança de qualquer cultivo para o meio ambiente ou para a saúde, deve-se evitá-lo até que seu impacto seja avaliado. A jornalista Alicia Ivanissevich falou sobre a ética nas pesquisas biotecnológicas e a cobertura jornalística desta questão. Para ela, o papel da mídia é aproximar mundos distantes: o dos cientistas e o dos leigos no assunto. Para isso os meios de comunicação devem questionar, refletir, ponderar dados, resultados e argumentos e divulgá-los para que a sociedade se informe. O evento acontece de 11 a 13 de agosto, na AESO.

voltar