AESO - Faculdades Integradas Barros Melo

Egressa da FIBAM, Analu Carvalho lança livro infantil inspirado em história familiar


Artes Visuais
julho. 10, 2019

A obra foi fruto do TCC da artista

Uma experiência familiar levou a artista Analu Carvalho, formada em Artes Visuais pelas Faculdades Integradas Barros Melo (AESO), a escrever e ilustrar o primeiro livro. “A menina que se sentia esquisita”, fruto do trabalho de conclusão de curso da autora, conta a história de Selina, garota tímida e sensível, que sonhava em ser uma estrela. De acordo com a apresentação, após mudar de cidade com a família, a menina viu a vida se transformar. Ela, que gostava de cantar, dançar e sonhava em ser uma estrela, foi considerada esquisita no novo lugar. Deixou de sorrir, perdeu o brilho do olhar e, com o passar do tempo, acreditou que era mesmo estranha. Certo dia, quando voltou da escola, muito triste, trancou-se no quarto e chorou. A partir daí a narrativa ganha novo significado, quando a personagem descobre o poder da magia e da superação.

“A estória é baseada na vivência da minha filha Malu, na escola. Apesar de ser carioca, ela possui a pele bem branquinha. Quando chegamos ao Recife, vindos do Rio de Janeiro, as crianças locais, que possuem um lindo bronzeado, estranharam a cor, sotaque e timidez dela, e começaram a lhe chamar de esquisita. Essa intimidação constante a deixava muito triste”, conta Analu.  “Quando comecei a planejar o meu TCC, pensei em desenvolver um livro infantil. Como minha filha passava por essa situação sistemática, resolvi escrever e compartilhar a experiência dela com outras crianças e pais”, conclui.

A artista escreveu e ilustrou todas as imagens da obra, que se encontra na pré-venda online pela Cria Editora.   “Primeiro eu desenvolvi a estória. Depois de pronta, realizei a paginação e distribuição dos textos páginas. A etapa seguinte foi identificar o que se transformaria em uma ilustração interessante. E, por último, planejei os desenhos e pinturas”, conta. 

O lançamento de “A menina que se sentia esquisita” está previsto para 20 de julho, no Museu da República, no bairro do Catete, no Rio de Janeiro.  “Será um evento com muitas atrações infantis. Como minhas ilustrações foram realizadas em formato A3, vou realizar uma exposição com elas, além de contação de história e oficina artística para interagir com as crianças presentes”, adianta. Depois da Cidade Maravilhosa, a obra deve passar por feiras e escolas. Também existe a possibilidade de realizar o lançamento em Portugal e no Recife, onde a autora morou e deixou muitos amigos.

O universo infantil encantou tanto Analu, que já está em processo de elaboração de novos projetos, para o próximo ano. “Pretendo permanecer na área literária, como autora e ilustradora. A temática da superação foi uma forma que encontrei de levar a minha filha a refletir sobre a situação vivenciada. Mas, acho interessante toda discussão que auxilie no debate de assuntos polêmicos, como é o caso do bullying, ou que dê um suporte aos pequenos no enfretamento das dificuldades”, afirma.  

 SOBRE A AUTORA

Analu Carvalho nasceu em 1964, no Rio de Janeiro. Graduada em Artes Visuais pela AESO (Olinda – PE), em 2014, cursou Escultura na UFRJ e integra a Oficina de Gravura do Liceu de Artes e Ofícios do Rio de Janeiro, onde desenvolve projetos de gravura em metal. Sua gravura “Arte Pública I” integra o acervo permanente da Pinacoteca Municipal Mario Ybarra de Almeida, em Araraquara (SP). No exterior, expôs no Canadá, na Macedônia, na Colômbia e, recentemente, a gravura aquarelada “La Nuova Casa dei Locandieri" teve imagem projetada no Teatro Alfieri, em Asti, na Itália. Considera fundamental a educação e a arte na formação de um cidadão. Por isso, o seu interesse pela literatura infantil e infantojuvenil.


alunos no mercado - egressos -

voltar