AESO - Faculdades Integradas Barros Melo




Ex-aluno da AESO-Barros Melo vence o 3º Prêmio de Jornalismo Literário


Jornalismo
outubro. 31, 2018

Jefferson Sousa concorreu com uma série de reportagens sobre poetas analfabetos do sertão de PE

Este foi o terceiro ano do Prêmio de Jornalismo Literário de Pernambuco. O jornalista Jefferson William Moraes De Sousa, ex-aluno das Faculdades Integradas Barros Melo (AESO), esteve presente nas três edições e saiu vitorioso, pela primeira vez, na cerimônia promovida pelo Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de Pernambuco (Sinjope) em parceria com a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), na noite desta terça-feira (30 de outubro), no auditório da OAB Pernambuco. 

Jefferson venceu a categoria “Jornalismo Literário - Bacharéis/Estudantes de Jornalismo” com o trabalho  “Poetas Analfabetos Do Sertão Do Pajeú De Pernambuco”, no qual relata a história de artistas que conseguem construir um conteúdo literário grandioso sem saber escrever e ler.
 
“A questão de descaso sociocultural pesou bastante no que me motivou a desenvolver este trabalho, não só se apegando ao belíssimo trabalho artístico que resultavam os versos desses poetas”, comenta o premiado. “Mesmo diante deste prêmio, que finda o trabalho que depositei nesta série, ainda pretendo desenvolver o tema para um documentário, cuja captação de recursos devo iniciar no primeiro semestre de 2019”, finaliza.
 
A série produzida por Jefferson está perto de completar um ano de vida e já deu bons frutos. Em paralelo com as reportagens, ele fez, por conta própria, um mini documentário sobre os poetas, personagens das matérias, que hoje ultrapassa 440 mil visualizações no Youtube (assista aqui). Além disso, Leonardo Bastião, um dos protagonistas da série, ganhou visibilidade e patrocínio para composição de seu primeiro livro, feito a partir de transcrições das entrevistas.
 
Jefferson é natural de Itapetim-PE, município do Sertão do Pajeú, local escolhido como cenário para a busca de personagens que compuseram as reportagens. A princípio, os textos de “Poetas Analfabetos Do Sertão Do Pajeú De Pernambuco” foram elaborados para ser projeto de conclusão de curso de jornalismo na AESO-Barros Melo. Posteriormente, foram publicados pelo Jornal do Commercio, onde o repórter estagiava. 
 
“Jefferson foi um orientando extremamente aplicado e atento às sugestões dadas por ocasião das coordenadas em seu Trabalho de Conclusão de Curso, que gerou a reportagem premiada. O tema não era fácil de resolver, principalmente dentro de uma proposta literária como ele pretendia, mas sua proximidade ao assunto o ajudou. Independente disso, diria que sua determinação foi seu maior trunfo, uma vez que a apuração o obrigava a viajar bastante para o Pajeú. O resultado foi realmente satisfatório”, ressalta o professor Luiz Joaquim, orientador do projeto. 
 
24º Prêmio Cristina Tavares de Jornalismo
 
Outro ex-aluno da AESO-Barros Melo participou da final do 24º Prêmio Cristina Tavares de Jornalismo. Ewerton Oliveira Da Silva concorreu na área de videojornalismo com a série de reportagens “Convivendo Com A Síndrome Do Zika Vírus”. O produto audiovisual foi orientado pela professora Carolina Cavalcanti e narra o processo de transformação e convivência das famílias e crianças com essa nova realidade que é a síndrome congênita do Zika Vírus.

Jornalismo - literário -

voltar