AESO - Faculdades Integradas Barros Melo

No 6º período de Administração, Philip Pinheiro é Assistente de Suprimentos em empresa local


Administração
julho. 23, 2019

Estudante iniciou a carreira como estagiário, no 2º período, e logo foi promovido

Aos 35 anos, o estudante de Administração das Faculdades Integradas Barros Melo (AESO), Philip Pinheiro, acredita na importância da capacitação pessoal e no aproveitamento das oportunidades para ter uma jornada profissional de sucesso. Após uma carreira de dez anos na área de Tecnologia da Informação (TI) e algum tempo em chão de fábrica, na Jeep, onde conheceu as teorias administrativas, ele decidiu investir na formação superior e resume em gratidão o sentimento pelos êxitos alcançados desde então. Philip escolheu a FIBAM para iniciar a graduação em 2017 e não contava com as surpresas que surgiriam no caminho. Hoje, cursando o sexto período, ele já é Assistente de Suprimentos da Estaf Equipamentos S/A.

O profissional estava no segundo período da faculdade, quando a empresa na qual trabalha, abriu um processo seletivo para universitários. A exigência era que os alunos estivessem no sétimo período do curso, perto de concluir. “Eu não tinha a menor chance. Mas, por insistência da professora Lourdes Pimenta, me candidatei para participar da entrevista. A ideia era experimentar as etapas da seleção, me preparando para futuras oportunidades. Acontece que meus atuais gestores e diretores acharam que eu atendia às expectativas da empresa. Surpreendentemente, entre os 20 alunos de várias universidades, eu fui contratado como estagiário para apoio à área de suprimentos”, conta.

A atividade de colaborador, prevista para durar dois anos, foi exercida por apenas três meses. Philip logo foi promovido para o cargo que ocupa atualmente, o que foi motivo de lisonja, já que ouviu dos superiores que não havia sido indicado à vaga de Analista, porque ainda não havia concluído a graduação.

“Eu gosto muito do que faço. O setor de suprimentos é muito versátil. Envolvo-me em várias atividades, desde compras de peças e equipamentos, até projetos de melhorias, eventos, etc. Todo dia é uma novidade e isso é muito interessante. Eu acho que eu tenho a honra de, em meio à rotina, trabalhar em um emprego novo, estando na mesma empresa, no mesmo setor, com os mesmos gestores. Eu consegui me adaptar sem dificuldades, porque gosto da correria e da agitação, do vamos lá, vamos fazer”, afirma.

Philip é disciplinado e adepto aos estudos. Aluno dedicado, procura ouvir e por em prática as dicas do corpo docente da instituição. “Eu acredito que o local do profissional deve ser condizente com os estudos dele, experiências, o que buscou, pelo que batalhou”, comenta. Na FIBAM, ele valoriza cada passo que deu e as vivências acadêmicas. “Eu gosto muito do curso e fiquei muito feliz com todas as disciplinas que vi até agora. Acho que a faculdade e os professores são vitais para que esta magia aconteça”, considera.

Defensor do progresso profissional sustentável, ou seja, da ideia de “crescer sem prejudicar ninguém”, o Assistente de Suprimentos faz planos para avançar na carreira, sempre atento aos princípios. Philip pretende se formar em 2020, fazer pós-graduação em administração, voltado para a área de  relações humanas.  Após isso, ele pretende ingressar no mestrado e sonha retornar à AESO-Barros Melo como professor. “A instituição me deu todas as ferramentas necessárias para me tornar um profissional. Eu sou muito grato por ter recebido  os subsídios para ter chegado onde estou e galgar avanços. Agradeço à faculdade, à Dra. Ivânia, e, sobretudo, à professora Pimenta, amiga e mentora, com quem aprendi muito e considero peça fundamental na minha formação”, diz. 

A professora Lourdes Pimenta também é só elogios ao estudante. "Phillip foi meu aluno por quatro semestres consecutivos e sempre demonstrou interesse pelo estudo, com atitudes coerentes, respeitosas e éticas. Além disso, mostrou-se participativo, contribuindo bastante com perguntas e depoimentos de experiências de trabalho em sala de aula. A reinserção dele no mercado de trabalho é mérito dele; eu apenas informei-o sobre a vaga e estimulei-o a participar da seleção ", conclui.

alunos no mercado -

voltar